CAMPANHAS ENCERRADAS

 

Campanha: UnB Solidária nos hospitais

 

Durante tempos de distanciamento físico, como este que estamos enfrentando, a comunicação se torna uma peça chave para fortalecer as relações sociofamiliares, evitar a solidão e o desenvolvimento ou agravamento de transtornos como ansiedade e depressão.

 

Pacientes internados em tratamento que exigem isolamento, se encontram, nos diversos hospitais do Distrito Federal (DF), sem poder receber visitas, obrigados a manter distanciamento físico de amigos e familiares.

 

Pensando na garantia do direito à convivência familiar e social, a campanha #vocênãoestásozinhavocênãoestásozinho lança, em parceria com o Hospital Universitário de Brasília (HUB) e a Secretaria de Saúde do do Distrito Federal (SES-DF), a iniciativa #unbsolidárianoshospitais, que tem como objetivo a arrecadação de tablets para que a comunicação entre os pacientes isolados e suas famílias e amigos possa acontecer virtualmente. Os aparelhos arrecadados serão disponibilizados aos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) e manuseados pelos profissionais de saúde, que efetivarão as visitas virtuais.

 

#unbsolidária_hospitais #vocênãoestásozinhavocênãoestásozinho

 

--

Campanha: Máscaras Solidárias

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que o uso de máscaras pela população, em conjunto com outras medidas sanitárias, neste momento de disseminação da doença, é uma das ferramentas para preservação da saúde e da vida.

 

O Subcomitê de Saúde Mental e Apoio Psicossocial e Grupo de Trabalho de Promoção e Prevenção a Saúde da Universidade de Brasília, através da campanha #vocênãoestásozinhavocênãoestásozinho, lança a iniciativa "Rede UnB de Máscaras Solidárias" em parceria com o DCE Honestino Guimarães. O objetivo da iniciativa é a arrecadação de 10 mil máscaras prontas (de tecido ou de uso hospitalar) para doação a entidades e pessoas, em especial da Comunidade Universitária, que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

 

Além disso, a proposta também tem como objetivo incentivar a compra de máscaras feitas por grupos de geração de renda dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Distrito Federal, por costureiras ou cooperativas locais. Com isso, listamos alguns pequenos empreendedores que podem ser ajudados:

  • Sabrina Mimos e Costurinhas: 61 998510-2956;
  • Grupo de geração de renda "Feito a mão": 61 99235-9026 (Thiago) ou 61 98231-5932 (Lucimar).

 

As máscaras de tecido devem ter 3 camadas, de acordo com a OMS: uma camada interna absorvente, uma camada intermediária que atua como um filtro e uma camada externa feita de um material não absorvente, como o poliéster.

 

 

#máscarassolidárias #vocênãoestásozinhavocênãoestásozinho